Produção de conteúdo para quem?

Se você chegou até aqui com certeza pelo menos já ouviu falar do Marketing de Conteúdo e entende sua importância. Mas, é essencial que sua empresa entenda que esse tipo de marketing possui um poder muito grande para adquirir clientes e prospects, pois ele chama a atenção do público através de conteúdos de qualidade e com relevância, gerando valor para sua marca.

Ao produzir os conteúdos corretos, sua empresa se aproxima do cliente de maneira gradual, e claro, fazendo com que ele note seu negócio. O principal objetivo aqui é gerar valor para seu empreendimento, fazendo com que ele sempre seja lembrado pelo público.

Todos os conteúdos que são criados por sua empresa devem possuir um objetivo, para que sejam úteis para alguém em algum momento. Mas veja, não adiantaria nada produzir conteúdos aleatórios sem nenhum objetivo, para um público que não se interessa pela sua marca, certo?

Justamente por isso que é essencial ter uma visão clara de quem é seu público e o que ele pretende ver em seus conteúdos. Após planejar sua estratégia definindo seus objetivos, o segundo passo é sempre determinar com mais detalhes seu público-alvo.

Qual o público da sua produção de conteúdo?

Com certeza sua empresa já sabe quem é o público-alvo do seu negócio. Mas para a produção de conteúdo é preciso mais do que saber gênero, idade e poder aquisitivo, é preciso conhecer a fundo as pessoas que sua empresa pretende atingir.

Para isso, é necessário estabelecer uma persona . Uma boa dica para isso é ler o conteúdo que fizemos sobre o assunto, que está marcado em azul. Mas se você quer algo mais rápido, aqui vai: crie um personagem que simule seu cliente ideal, com hábitos, preferências, gostos e tudo que vá te ajudar (se precisar de mais ajuda, dá uma olhada no post específico!).

Mas por que definir esse perfil?

Bom, será que já aconteceu com você de ser atingido por um conteúdo que não possui nenhuma conexão com o que você se interessa? É possível que tenha acontecido, e acredite, não é raro!

Não saber direcionar seu conteúdo e o colocar de acordo com o público certo é um problema de estratégia e segmentação. Seria o mesmo que produzir um conteúdo sobre cortes ideais de carne para um público que é majoritariamente vegetariano. Não haveria repercussão. Pelo menos não positiva.

Saber para quem é o conteúdo que sua empresa está produzindo ajuda e muito para que as estratégias sejam bem-sucedidas. Se seu negócio tem suas personas feitas e realmente entende tudo que elas significam, isso por si só já ajuda a produzir conteúdos que conversem mais organicamente com o público.

Mas mais do que apenas conhecer as personas, você pode ainda fazer pesquisas de tendências, entender o que está sendo procurado pelo seu público, quais palavras-chave  estão sendo procuradas com mais frequência e até mesmo uma pesquisa de campo. Por que não?

O que importa é realmente entender com quem você está tentando falar, para que o tiro não saia pela culatra. Seguindo o exemplo citado, se um restaurante vegetariano fizer um post de corte de carne, não terá sucesso, agora, se o tema for sobre como substituir proteína animal na alimentação, aí a possibilidade de sucesso aumenta e muito!

Não é só sobre o tema!

Entender o seu ouvinte é entender também os modelos de conteúdo que têm mais afinidade com o seu público. Se seu target é um público mais jovem e ligado nas tendências, usar memes, piadas e uma linguagem bem mais descontraída é uma ótima opção.

Agora, se o que mais se parece com seu público é o perfil mais maduro, sem tanta afinidade com a internet, utilizar publicações no Twitter, por exemplo, talvez não seja uma estratégia tão boa assim. Quando sua empresa entende com quem está falando, os canais de comunicação podem ser alterados e planejados para obter o melhor resultado possível.

Outro fator que pode ser alterado com o simples conhecimento mais detalhado do seu público são os horários com maior movimentação para postagens. Se o seu público nem abre uma rede social às 14h, não têm motivos para que você coloque posts neste horário lá, a menos que seja em caráter de teste.

Falar essa palavra é importante: teste. Mesmo com o planejamento e estratégia o mais correto possíveis, é preciso testar! O Marketing Digital como um todo sempre precisa passar por essa fase, pois só assim será possível analisar e entender se são necessários ajustes de rotas ou melhorias no que está sendo feito.

A produção de conteúdo é para quem?

A maioria das empresas pode obter um bom resultado com o Marketing de Conteúdo independente de sua área de atuação. Mas claro, empresas que exigem um maior envolvimento na compra ou com um tema mais complexo, é essencial que haja produção de conteúdo nas estratégias para dar mais segurança para o público e até mesmo explicar com detalhes o seu trabalho.

Mas sempre se lembre: a qualidade na produção é essencial e a periodicidade faz com que seu público não te esqueça!

Segundo o Content Trends de 2017, 71% das empresas adotam a estratégia de Marketing de Conteúdo, o que acaba trazendo 2,2 vezes mais visitas e 3,2 vezes mais leads. Isso porquê essa estratégia chama a atenção, ajuda a resolver as dores do público e ainda dá mais segurança para realizar a compra.

Postagens em blog são responsáveis por conquistar uma média de 1,8 vezes mais visitantes para as empresas. E veja! Além de 47% dos compradores visualizarem de 3 a 5 peças de conteúdo antes de realizar uma compra, a publicação constante de conteúdos (com mais de 16 posts mensais) – sejam em redes sociais ou blog – obtêm quase 3,5 vezes mais tráfego do que empresas que publicam de 0 a 4 postagens mensais.

Com todos esses argumentos fica fácil ver que a produção de conteúdo também é para sua empresa, e que entender para quem seu negócio comunica é o verdadeiro segredo de um caminho sólido até o sucesso! 🙂

Saiba mais sobre o mundo do Marketing Digital em nossas redes sociais e aqui pelo blog! 😉

Compartilhe este post:
Está sentindo o cheirinho? Venha tomar um café com a gente,

Entre em contato